30/06/2018 18h09

França elimina Argentina da Copa da Rússia, em jogo com duas viradas

Divulgação França elimina Argentina da Copa da Russia

Partida teve momentos de alta tensão, sete gols, e a consagração de um craque da França, aos 19 anos. Messi se despede da Copa.

O primeiro jogo deste sábado (30) foi entre França e Argentina, com viradas surpreendentes no placar. No fim, ficou na Copa a seleção que mereceu ganhar, porque jogou melhor.

Azuis por todos os lados. Três títulos mundiais em campo, um campeão e um bicampeão. Briga entre gente grande. Quer dizer, nem tanto assim. Antoine Griezmann, 1,75m de um talento em busca de consagração. Contra Lionel Messi, 1,70m de pura magia, cinco vezes o melhor do mundo. E o francês quase se consagrou no início do jogo. Mas a falta cobrada parou no travessão.

Dois minutos depois, uma arrancada espetacular daquele que roubaria a cena do jogo. Mbappé correu 64 metros até ser derrubado por Rojo dentro da área. Dessa vez, a bola de Griezmann morreu no fundo do gol. França um a zero.

Os azuis europeus continuaram no ataque e criaram muitas chances. E Messi? Preso na boa marcação francesa. Se estava difícil entrar na área, que tal tentar de longe? Di Maria acertou o chamado pombo sem asa. Lloris voou, mas não pegou. Um a um.

E os argentinos viraram o jogo logo aos dois minutos do segundo tempo. Messi chutou cruzado e Mercado desviou. Dois a um. Mas a defesa continuava batendo cabeça. Aí chegou a vez do lateral Pavard acertar um belo chute da entrada da área. Mais um voo de goleiro e mais uma bola dentro do gol. Dois a dois.

De novo, "le bleus", os azuis franceses assumiram o controle. Não demorou para o placar mudar outra vez. Pelos pés do endiabrado Mbappé! Quatro minutos depois, uma jogada que mostrou a força coletiva da França. Dos pés do goleiro Lloris, a bola passou por seis jogadores. foram nove toques que envolveram a Argentina. Quatorze segundos até mais um gol de Mbappé na partida. Quatro a dois.

Nos acréscimos, Messi colocou a bola na cabeça de Aguero: 4 a 3. Meza ainda teve a chance de empatar, mas mandou para fora. Fora ficou a Argentina. Messi parecia não acreditar. Aos 31 anos, terá sido a sua última Copa?

Foi uma vitória incontestável. Ao despachar a Argentina, a França finalmente mostrou a cara de seu rápido e talentoso ataque. E é com esse poderio que os azuis franceses querem ir mais longe nessa Copa.

O técnico da França, Didier Deschamps disse que o time é jovem, mas respondeu bem e mostrou caráter: "nós demos tudo dentro de campo, os jogadores têm uma mentalidade excelente. Estou muito orgulhoso".

Globo Esporte

Vídeos

  • Acompanhamento de safra do milho com João Firmino, Presidente do Sindicato Rural
  • Presidente do Sindicato Rural fala sobre atraso da Colheita devido a chuva
  • Invernada Juvenil do CTG Recanto da Laguna

Agenda

Publicidade