01/07/2018 14h18

Rússia elimina Espanha nos pênaltis e avança às quartas de final

A Espanha exagerou nos infrutíferos toques de bola. A Rússia, na base da humildade de quem não era favorita, jogou com consciência tática e entrega total em campo. E após 125 minutos de futebol ruim, os russos garantiram, nos pênaltis, a sua vaga nas quartas de final. Agora, esperam o adversário vencedor do duelo entre Croácia e Dinamarca.

No tempo regulamentar, empate de 1 a 1: gol contra de Ignashevich, aos 11 minutos,  e Dzyuba, de pênalti, aos 41.  Na disputa de pênaltis, a Rússia venceu por 4 a 3. Aspas e Koke perderam suas cobranças.

Sem Iniesta, que estava no banco de reservas, a Espanha começou o jogo para a frente, mas a Rússia, com uma linha de cinco na zaga e mais uma linha de quatro no meio, fechava bem na marcação.

Aos 11 minutos, Sergio Ramos comemorou o primeiro gol da Espanha, como se fosse dele. Na jogada confusa, Asensio cobrou falta dentro da área na direção de Sergio Ramos, mas  Ignashevich, que marcava o espanhol, foi tentar o corte quando a bola bateu em seu tornozelo e entrou na meta do goleiro Akinfeev. Gol contra na contra de Ignashevich.

Abrir o placar logo no início não poderia ter sido melhor para a Espanha. Isso obrigou a Rússia a sair mais para o jogo, deixando os espanhóis tocando mais a bola com tranquilidade, do jeito que estãos acostumados. A essa altura, aos 20 minutos, a Espanha tinha 75% de posse de bola.

O jogo ficou preso no pés da Espanha e os russos mal conseguiam executar uma jogada de ataque que levasse perigo ao gol de De Gea. Tirando uma lance bonito ou outro de um jogador espanhol, nada acontecia de importante, e a torcida russa já mostrava impaciência. Mesmo assim tentava empurrar o time.

Para se ter uma ideia do domínio espanhol: aos 30 minutos de jogo, a Espanha havia trocado 231 passes, contra apenas 58 da Rússia. Mas esses números não mostravam eficiência da Espanha, que ganhava o jogo sem ter feito uma finalização sequer.

Finalmente, aos 35 minutos, uma boa jogada de ataque da Rússia. Golovin encontrou Zobnin na área, a zaga espanhola afastou e a bola voltou para ele. O meia russo finalizou colocado e a bola levou perigo. Finalmente a Rússia mostrou alguma vontade de buscar o empate.

E  um pênalti resolveu as coisas para a Rússia. Dzyuba cabeceou no braço de Piqué e o árbitro marcou. Aos 40, Dzyuba bateu com muta categoria e empatou o jogo. Com o gol, Dzyuba empatou com Cheryshev na artilharia da seleção russa na Copa do Mundo, com três gols marcados.

A Espanha foi obrigada a sair para o jogo. Aos 45, Diego Costa recebeu na pequena área, mas o goleiro Akinfeev saiu de carrinho do gol e evitou o segundo gol da Espanha.

A Rússia voltou para o segundo tempo querendo jogo, tentando se arriscar mais. Mas foi a Espanha que chegou mais perto da área adversária. Aos 5, Koke cobrou falta na área direto na cabeça de Diego Costa, que finalizou para fora.

Até os 10 do segundo tempo, a Espanha havia trocado mais de 500 passes na partida, com 90% de precisão, mas só a bola na rede alteraria o placar, e por isso, partia com nove jogadores para o ataque. Mas o bloqueio russo parecia impenetrável.

Para buscar mais eficiência em seu ataque, o técnico russo Stanislav Cherchesov decidiu, finalmente, colocar em campo o artilheiro Cheryshev em campo, levantando a torcida na arquibancada. O técnico espanhol respondeu mandando Iniesta para o jogo.

Tantos toques para os lados da seleção espanhola e a falta de eficiência nas poucas jogadas de ataque começaram a irritar a alegre torcida russa, que vaiou fortemente os adversários.

A essa altura do jogo, aos 39, parecia que apenas uma bola parada poderia decidir o jogo truncado, quando uma boa jogada nasceu dos pés de Iniesta: ele finalizou de primeira para defesa providencial de Akinfeev. No rebote, Iago Aspas chutou cruzado e o goleiro russo defendeu mais uma vez, assustando a torcida vermelha, maioria dentre os 78 mil presentes no estádio Luzhniki.

A Rússia parecia querer evitar a prorrogação, e aos 47, Smolov finalizou colocado da entrada da área , mas a bola saiu à esquerda de De Gea. Mas a partida foi mesmo para a prorrogação, com vários jogadores russos sentindo caimbra e muito cansaço.

Prorrogação

A Espanha veio para cima logo no início da prorrogação em duas boas jogadas de Isco, que chamou a responsabilidade e se arriscava na frente.

Aos 9 minutos da prorrogação, um susto para os russos:  pelo meio, Asensio finalizou de fora da área, mas Akinfeev defendeu.

O brasileiro naturalizado espanhol Rodrigo, filho do ex-lateral rubro-negro Adalberto, entrou bem na partida. Aos 3 do segundo tempo da prorrogação, o atacante arrancou pela direita, pedalou para cima da marcação e chutou forte, mas o goleiro foi muito bem  e espalmou. No rebote, Carvajal tentou finalizar, mas Kutepov evitou o pior.

E aos 10 um lance polêmico: após falta levantada de Koke, Kutepov segurou Sergio Ramos, que caiu na área.  O juiz, que não havia dado nada, consultou o VAR, que manteve sua decisão. E o jogo foi mesmo para a disputa de pênltis.

O espanhol Iniesta foi o primeiro a bater e marcou. O segundo foi o russo Smolov, que beijou a bola e fez, com categoria. Piqué bateu em seguida: gol. Ignashevich, que havia feito o gol contra, dessa vez acertou e marcou. E Koke bateu mal e o goleiro russo pegou. Golovin fez o seu para a Rússia. Sergio Ramos mandou para dentro do gol russo. Na quarta cobrança, Cheryshev não deu chance para o goleiro e fez o seu. Aspas cobrou o derradeiro pênalti da Fúria. Akinfeev, com o pé esquerdo, fez a defesa. Rússia classificada.

Espanha: De Gea, Nacho (Carvajal), Sergio Ramos, Piqué; Alba, Busquets, Koke, David Silva (Iniesta), Isco, Asensio (Rodrigo); Diego Costa (Aspas).

Rússia: Akinfeev,Mário Fernandes, Kutepov, Ignashevich, Kudryashov; Zhirkov (Granat), Zobnin, Kuzyaev (Erokhin), Samedov (Cheryshev), Golovin; Dzyuba (Smolov).

Juiz: Bjorn Kuipers (Holanda)

Cartão amarelo: Piqué, Kutepov, Zobnin

Jornal do Brasil

Vídeos

  • Acompanhamento de safra do milho com João Firmino, Presidente do Sindicato Rural
  • Presidente do Sindicato Rural fala sobre atraso da Colheita devido a chuva
  • Invernada Juvenil do CTG Recanto da Laguna

Agenda

Publicidade