22/07/2017 13h08

Preço da gasolina sobe até R$ 0,59 em Dourados

Para encher o tanque, o consumidor vai gastar cerca de R$ 26,55 a mais. Aumento é resultado de decreto da União que mais que dobra o PIS/Cofins incidente sobre a gasolina

Valéria Araújo - 21/07/2017 16h43
1



Em Dourados, o preço do combustível voltou a subir e chega a R$ 3,98 em alguns postos  (Foto: Marcos Ribeiro)
Em Dourados, o preço do combustível voltou a subir e chega a R$ 3,98 em alguns postos (Foto: Marcos Ribeiro)

O preço da gasolina subiu até R$ 0,59 em Dourados. A alta começou ontem, quando foi publicado no Diário Oficial da União o decreto que mais que dobra o PIS/Cofins incidente sobre a gasolina, de R$ 0,38 para R$ 0,79 por litro. Na projeção do governo, o reajuste nas bombas deverá ficar em 7%. A média nacional é de aumento de R$ 0,41 na gasolina e R$ 0,21 no litro do diesel. Especialistas alertam inclusive, que a alta pode impactar, futuramente, no aumento de tarifas do transporte público.

Em Dourados, o consumidor nem teve tempo de comemorar a baixa que aconteceu há cerca de 2 meses. Na ocasião, o preço médio passou de R$ 3,79 para R$ 3,39. Desde ontem, os preços dispararam e variam entre R$ 3,75 e R$ 3,98. Com cerca de R$ 0,59 a mais por litro, o consumidor terá que gastar cerca de R$ 26,55 para encher o tanque.

As perspecitivas não são das melhores. Alguns comerciantes de Dourados acreditam que esse primeiro aumento é só o começo. Para eles ainda é cedo para comentar porque deve-se levar em consideração o estoque dos postos, mas a previsão é de que o litro do combustível pode passar de R$ 4, tendo em vista que o aumento incide sobre todos os impostos.

Para os consumidores a alta pegou de surpresa. O representante comercial Ivanildo josé de Souza viaja o Estado todo. "Eu achei um absurdo. Eutou indignado como todos os brasileiros estão. Quando eu tiver oportunidadevou tentar abastecer no Paraguai. Lá o preço da gasolina é de R$ 2,60", reclama.

Governo

O anúncio de aumento nas alíquotas foi feito na quinta-feira e, de acordo com o governo federal, visa a equilibrar as contas públicas. A decisão de repassar o aumento de impostos para o consumidor depende das distribuidoras

Conforme especialistas, o aumento no preço dos combustíveis, em geral, costuma chegar rápido nos postos de gasolina. Assim, o consumidor deve se organizar e aguardar elevação nos preços já na próxima semana, com repasse total do percentual de aumento até o fim deste mês .

Apesar do impacto do tributo, os preços do petróleo no mercado internacional devem se manter em baixa, e o câmbio, estabilizado. Desde o dia 1º de julho, a Petrobras adotou uma política de preços para o diesel e a gasolina que prevê variações para cima ou para baixo quase diárias, para não perder mercado com as importações dos concorrentes. A partir de ontem, a Petrobras aumentou em 0,1% os preços da gasolina e em 2% os preços do diesel em suas refinarias.

A estatal destaca que o aumento das alíquotas não altera sua política de preços de gasolina e diesel . "O petróleo continuará variando no mercado internacional e a política de preços da companhia tem como fundamento essa flutuação, já que o preço da Petrobras não pode ficar abaixo da paridade internacional e considera a concorrência dos importados", informou a empresa. Antes do aumento na alíquota definido pelo governo, o PIS/Cofins representava 11% do preço final do litro da gasolina.

O Progresso

Vídeos

  • Invernada Juvenil do CTG Recanto da Laguna
  • Invernada Juvenil do CTG Recanto da Laguna na Fenart 2017
  • Invernada Mirim classificada pra final da fenart 2017

Agenda

Publicidade