07/05/2018 16h10

Novas estações de monitoramento de clima e tempo da área agrícola são instaladas

Fotos: Laguna News Laguna Carapã foi beneficiada com uma estação de monitoramento do clima.

Laguna Carapã foi beneficiada com uma estação de monitoramento do clima.

Com novos equipamentos, a rede de monitoramento do tempo e clima passou a cobrir 80% da área ocupada pela agricultura em Mato Grosso do Sul. Mais 17 estações meteorológicas foram instaladas na última semana de abril.

 

Cada nova estação é equipada com barômetro (aparelho que mede a pressão atmosférica), higrômetro de ar e solo (umidade), anemômetro sônico (força e direção dos ventos), pluviômetro (quantidade de chuva), piranômetro (radiação solar), para-raios e um computador que transmite todas essas informações diretamente ao Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

 

Após serem formatadas, as informações retornam ao Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul (Cemtec/MS), onde são transformadas pelos técnicos em boletins com dados precisos sobre o clima e o tempo de cada região.

 

O secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, explica que restam apenas três pontos sem cobertura na Bacia do Rio Paraná. “Com cinco novas estações já poderíamos ter uma cobertura próxima de 100% e vamos atrás desse recurso. Acredito que até o fim do ano essas estações já estejam instaladas”, afirmou.

 

O superintendente de Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia e Agricultura da Semagro, Rogério Beretta, ressalta que com as informações será possível substanciar medidas técnicas para otimizar as áreas ocupadas, adequar cultivares com as melhores épocas de plantio e aproveitar gradativamente as áreas inativas promovendo o incremento da produtividade agrícola. 

 

Também serão de extrema importância para pequenas e médias propriedades rurais. Com os novos equipamentos, será possível adotar procedimentos que resultem no máximo de rendimento da lavoura e a ocupação do solo por períodos mais longos.

 

Até então, a rede de monitoramento dispunha de 28 estações meteorológicas instaladas no território sul-mato-grossense. O projeto de expansão possibilitou a instalação de mais 17 Estações, sendo 15 na Bacia Hidrográfica do rio Paraná e 2 na Bacia Hidrográfica do rio Paraguai. Foram contemplados os municípios de Ribas do Rio Pardo, Bonito, Bandeirantes, Camapuã, Pedro Gomes, Nova Alvorada do Sul, Itaporã, Fátima do Sul, Caarapó, Laguna Carapã, Aral Moreira, Iguatemi, Angélica, Nova Andradina, Santa Rita do Pardo, Brasilândia e Selvíria.

Capital News

Vídeos

  • Acompanhamento de safra do milho com João Firmino, Presidente do Sindicato Rural
  • Presidente do Sindicato Rural fala sobre atraso da Colheita devido a chuva
  • Invernada Juvenil do CTG Recanto da Laguna

Agenda

Publicidade