21/12/2017 13h01

Novo sistema digital garante comunicação 100% segura entre policiais

Foto: Helio de Freitas Secretário de segurança José Carlos Barbosa

Sistema antigo era interceptado pelo crime organizado e comprometia o trabalho da polícia. Laguna Carapã será beneficiada com o novo sistema
 

O novo Sistema de Radiocomunicação Digital está em pleno funcionamento na região da fronteira de Mato Grosso do Sul. Ele foi apresentado na tarde desta segunda-feira (11) e com a implantação de tecnologia de ponta, as forças de segurança pública terão reforço no combate aos crimes cometidos na faixa de fronteira.

 

A demonstração do sistema foi realizada no quartel do Corpo de Bombeiros em Ponta Porã – a 323 quilômetros da Capital – e reuniu diversas autoridades ligadas a segurança pública do Estado.
Conforme o titular da Sejusp (Secretaria de Estado de Segurança Pública) José Carlos Barbosa, o sistema é 100% inviolável, ou seja, a comunicação entre policiais além de mais rápida e sem ruídos não poderá ser interceptada pelo crime organizado.

“É um avanço muito importante, pois estamos saindo da ‘pedra lascada’ para a modernidade. O sistema é usado em toda a Europa com tecnologia da Motorola e integra polícia, bombeiros e Agepen sem risco do crime organizado ter acesso as comunicações”, detalhou o secretário.

Sistema - O novo sistema é composto de softwares e rádios (hand talks), além de outros equipamentos modernos de última geração. Ao todo são 22 antenas (sítios de repetição) instaladas na fronteira sul-mato-grossense, recebendo e distribuindo informações para 1.466 rádios, entre portáteis, móveis e fixos, com capacidade de expansão e uma tecnologia digital que permite fornecer localizações exatas.


A instalação foi possível por meio de convênio firmado com Secretaria Nacional de Segurança Pública e o Governo do Estado. O novo Sistema de Radiocomunicação vai receber investimentos de R$ 20.728.290,19 – sendo R$ 213.232,35 a contrapartida do Estado, até o momento foram aplicados cerca de R$ 13 milhões. No cronograma de implantação do sistema, já está em funcionamentos 9 sítios, entre eles o de Ponta Porã, totalizando 22 sítios. “A meta é chegarmos a 44 sítios”, adiantou o secretário.

Além da segurança na comunicação, também haverá um aprimoramento da comunicação entre os profissionais da Segurança Pública que desempenham suas funções na faixa de fronteira; Aperfeiçoamento da metodologia de enfrentamento à criminalidade e à violência na região de fronteira, com utilização de tecnologia de ponta na área da comunicação; Tornará segura a rede de comunicação, com a utilização de criptografia; Isso ainda vai garantir comunicação de voz de forma clara e imediata, sem chiados.

Nesta primeira fase os municípios beneficiados com o sistema são: Bela Vista, Bodoquena, Bonito, Caarapó, Caracol, Coronel Sapucaia, Deodápolis, Douradina, Dourados, Eldorado, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Iguatemi, Itaquiraí, Japorã, Jateí, Laguna Carapã, Mundo Novo, Naviraí, Paranhos, Ponta Porã, Sete Quedas, Sidrolândia, Tacuru e Vicentina.

Investigações – O secretário aproveitou a oportunidade para anunciar também o núcleo de inteligência da Polícia Civil em Ponta Porã. Com a implantação, crimes de maior complexidade serão solucionados e até antecipados. “Temos exemplos de funcionamento do núcleo de investigação como a prisão dos estelionatários em Campo Grande, um assalto a joalheria em Bonito e atentado que teria contra um agente da Agepen em Caarapó”, completa José Carlos.

Campo Grande News

Vídeos

  • Presidente do Sindicato Rural fala sobre atraso da Colheita devido a chuva
  • Invernada Juvenil do CTG Recanto da Laguna
  • Invernada Juvenil do CTG Recanto da Laguna na Fenart 2017

Agenda

Publicidade