21/08/2019 08h40

Haddad cancela compromissos em Campo Grande e Dourados

Motivo seriam compromissos emergenciais

O ex-presidenciável Fernando Haddad (PT) cancelou os compromissos que estavam marcados em Dourados e Campo Grande, respectivamente nos próximos dias 23 e 24.

Em nota encaminhada à imprensa hoje a tarde o vice-presidente nacional do PT e coordenador das caravanas, Márcio Macêdo informou sobre o cancelamento da agenda em Mato Grosso do Sul.

“Lamento informar que a caravana Lula Livre com Fernando Haddad no  Centro-Oeste, MT e MS será adiada devido a compromissos profissionais emergenciais de Haddad nas suas atividades como professor. Tão logo possível definiremos uma nova data”.

Sem dar mais detalhes sobre a mudança, há informações de que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) deve cumprir agenda pública na Capital no fim de semana, e por isso o PT recuou.

O partido de esquerda apostava no ex-candidato ara também discutir a organização da sigla e estratégias para as eleições municipais do próximo ano. No evento que estava previsto para ocorrer no dia 24, a expectativa era de que fosse definido o nome do ex-governador José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, para disputar a prefeitura da Capital.

Haddad teve 47.040.906 votos, que representam 44,87% dos votos válidos para presidente, no entanto, perdeu no segundo turno para o atual presidente.  

Na edição de hoje, o Correio do Estado mostrou que na tentativa de frear o crescimento do Partido Social Liberal (PSL), do presidente Bolsonaro, em Mato Grosso do Sul, partidos progressistas tentam se aproximar e executar planos de união. O objetivo é atuar para enfraquecer e até minar a pré-candidatura do bolsonarista deputado estadual Renan Contar.

O plano é encabeçado pelo Partido dos Trabalhadores (PT) e comandado pelo ex-governador José Orcírio Miranda dos Santos, Zeca do PT, que quer fazer alianças com partidos progressistas e até com alas do PSDB.

“Nós estamos conversando com partidos progressistas, como o PSD, dos Trad, PV, PSB, PP, PSol, até MDB, do oportunista do André [Puccinelli], e alas do PSDB”, disse Zeca.

Correio do Estado

Vídeos

  • Entrevista com Jonas Veiga Oliveira - Produtor Rural em Laguna Carapã/MS
  • Informativo Câmara 01
  • Informativo Câmara

Agenda

Publicidade