02/08/2019 07h39

Polícia retira índios que invadiram fazenda em Taunay

Lideranças de outras etnias estão se movimentando em apoio a invasão
 


 

Após horas de negociações com a Polícia Civil e Militar, os quase 100 índios que invadiram a fazenda Água Branca saíram da propriedade no inicio da noite de quinta-feira (1º). A fazenda está localizada na estrada para Taunay, região de Miranda.

Segundo informações confirmadas pela Prefeitura de Aquidauana, era noite ainda quando os índios da etnia Kinikinauas chegaram à fazenda com documentos que diziam comprovar terem direito sob a terra.

Na sede da fazenda estava apenas o caseiro e sua esposa, que precisavam deixar o local até às 7 horas da manhã. No áudio, a funcionária demonstra o desespero com a situação.

Primeiramente, 40 policiais iniciaram a negociação. Mas foi necessária uma ordem de retirada, vinda de Brasília às 17h, e o reforço de mais 90 policiais militares, Corpo de Bombeiros e o uso de um helicóptero para eles desapropriarem o local.

Outro lado

Nos grupos de Whatsapp, lideranças indígenas da região estão se mobilizando em apoio ao movimento dos Kinikinauas. Chamam professores, acadêmicos, familiares e funcionários públicos indígenas para a luta.

“Convido todos os guerreiros de luta, para que a gente possa mostrar aos ruralistas que o nosso povo tem direito! Se o Governo não o fizer, faremos nem que seja a preço do nosso sangue”, pontua um dos manifestantes no áudio.

Existe a possibilidade da tentativa de invasão de mais duas fazendas da região, que estão às margens da rodovia.

O Pantaneiro

Vídeos

  • Informativo Câmara
  • Acompanhamento de safra do milho com João Firmino, Presidente do Sindicato Rural
  • Presidente do Sindicato Rural fala sobre atraso da Colheita devido a chuva

Agenda

Publicidade