16/04/2012 12h40

Hoje é o dia da voz: saiba como cuidar melhor da sua!

 

A Campanha da Voz surgiu a partir da iniciativa de um médico especialista em Otorrinolaringologia de Porto Alegre, o Dr. Nédio Steffen, e vem sendo realizada anualmente desde 1999

Eduarda Rosa

Pessoas que falam por várias horas contínuas, principalmente, por conta de suas profissões, como é o caso de professores, locutores e cantores, devem cuidar bem dela, pois se não podem prejudicá-la ou até perdê-la. Foi o que aconteceu com a professora Jucicleide Gomes da Silva, por conta de esforço da voz por quatro horas diárias, enquanto dava aulas para crianças de 7 e 8 anos, ela teve sérios problemas nas cordas vocais, e faz tratamentos fonoaudiólogos há cerca de dois anos.

O fonoaudiólogo Ademir Baena, disse que a voz é um meio essencial da comunicação e deve ser muito cuidada, principalmente, quando é um instrumento de trabalho “deve-se evitar: o uso do tabagismo, bebidas alcoólicas, não deve forçar a voz, falar excessivamente quando gripado ou com alguma crise alérgica, não cantar abusivamente e sem orientação adequada, evitar o grito, o sussurro, evitar falar em ambientes muitos barulhentos, secos e empoeirados, evitar falar em demasia, consumir alimentos que causem azia ou má-digestão e outros cuidados, para manter sempre uma voz saudável”, orientou.

 
O fonoaudiólogo, Ademir Baena, ressalta que a voz é uma das expressões mais fortes da personalidade humana - foto: Divulgação

Baena ressalta também que o uso inadequado da voz, pode levar o indivíduo a fazer uma lesão das pregas vocais, o que pode comprometer a vida social, pessoal e profissional desta pessoa. “Quando nós estamos bem, fisicamente, emocionalmente, nossa voz também estará bem, flui com mais suavidade, como menos esforço, revelando uma pessoa segura, equilibrada e confiável. A voz revela quem somos, ela é considerada uma das extensões mais fortes de nossa personalidade. Uma voz bem colocada, com boa entonação, persuasiva, convincente, agradável, falar com emoção e motivação, com certeza vai fazer do indivíduo uma pessoa que transmite, seriedade, sobriedade, inteligência, domínio de si próprio e conhecimento, esse indivíduo terá uma imagem positiva de um bom profissional e também de um bom comunicador”, lembra.

Jucicleide aprendeu as técnicas e hoje fala mais baixo e sempre está com um copo de água por perto para umedecer as cordas vocais. Assim como ela, o locutor e publicitário, Ivann Martin, que há 14 anos usa a voz como instrumento de trabalho, fazendo locuções comerciais, apresentações de eventos e cerimonial tem os cuidados diários, “eu procuro não gritar e falar alto, sigo orientações médicas para usar a voz de forma correta, afinal, trabalho em média 5 horas por dia falando”, diz o locutor.

Atenção!

 
Ivan Martin faz apresentações de eventos por isso sempre cuida da voz - Foto: arquivo pessoal

O fonoaudiólogo também alerta para problemas de rouquidão, pois "toda rouquidão persistente por duas semanas ou mais, é considerada um dos 7 sinais de alerta de câncer de laringe, portanto, deve ser avaliada por um médico Otorrinolaringologista”, diz Baena. Ele lembra ainda que os principais sintomas são: ardência, queimação, falhas na voz, cansaço ao falar, pigarreio constante e, especialmente rouquidão persistente.

Prevenção

O cuidado com a voz é de extrema importância para evitar lesões, assim:

*Evite álcool e o tabagismo;

*Modere o uso de cafeína e bebidas gasosas, principalmente se tiver refluxo;

*Beba água regularmente em temperatura ambiente, em pequenos goles;

*Falar com uma postura correta;

*Evite falar em demasia, especialmente em ambientes enfumaçados e barulhentos;

*Evite gritar ou falar muito alto;

*Usar roupas leves que não apertem a região do pescoço e/ou cintura;

*Evite ingerir líquidos muito gelados ou muito quentes;

*Elimine os hábitos vocais inadequados (pigarrear, tossir e raspar a garganta);

*Mantenha uma alimentação saudável e regular, evitando alimentos muito condimentados, gordurosos;

*Evite a automedicação.

“Pois quando temos uma voz de má qualidade ela nos representa de forma negativa, muitas vezes perdemos oportunidades preciosas de relacionamento, de progresso em nosso trabalho, por termos uma voz que não corresponde ao que queremos dizer, a voz é nossa expressão sonora, ela nos revela, revela nosso estado emocional, nossa saúde, revela segurança, sobriedade, equilíbrio, ela nos identifica, e uma voz ruim, evidentemente vai trazer grandes prejuízos pessoais, sociais e profissionais”, finaliza o fonoaudiólogo.

Hoje é Dia da voz

A Campanha da Voz surgiu a partir da iniciativa de um médico especialista em Otorrinolaringologia de Porto Alegre, o Dr. Nédio Steffen, e vem sendo realizada anualmente desde 1999. Enquanto presidia a Sociedade Brasileira de Laringologia e Voz (SBLV), esse especialista percebeu que a população em geral, independente de classe social, era muito carente de informações referentes a problemas de voz, as chamadas disfonias e por isso lançou a campanha no Brasil.

Uma iniciativa brasileira de sucesso, a Campanha da Voz é hoje um dos mais importantes acontecimentos internacionais na área de Otorrinolaringologia, com a participação efetiva da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia. A partir de 2003 houve um reconhecimento e apoio internacional e a ideia de transformar a data em um acontecimento mundial foi prontamente recebida com muito entusiasmo durante o 5° Congresso da Sociedade Europeia de Laringologia. Desta forma nasceu o Dia Nacional da Voz em 1999 e o Dia Mundial da Voz em 2003, atualmente vários países da Europa, Ásia e Estados Unidos e Canadá.

Palestra

Interessou-se pelo assunto e têm mais dúvidas? O fonoaudiólogo, Ademir Baena, irá ministrar uma palestra gratuita, sobre os cuidados com a voz no próximo dia 28, às 14h, na Segunda Igreja Batista de Dourados, na Rua Rio Brilhante, nº 1468, Jardim Água Boa.

Dourados News

Vídeos

  • Com adversidades climáticas, produtividade média do milho está próxima de 45 scs/ha em Laguna Carapã (MS)
  • A face de quem produz
  • Juvenil CTG Recanto da Laguna 27º FEGAMS

Agenda

Publicidade